Archive for outubro, 2010

17 de outubro de 2010

Reencontro 2010

Paulo era zeloso.

Por mais que desejasse, não poderia está presente nas congregações que fundara no intuito de expandir a causa de Cristo, mas nem por isso deixava de acompanhar as igrejas nem os que enviava para que colaborassem com os trabalhos.

A obra de Deus precisa de pessoas destemidas, que queiram trabalhar e que desejem a cruz diária em prol do propósito de tornar Cristo conhecido entre os povos.

Quando enviou suas cartas à Timóteo, Paulo demostra sua atenção para com a obra e para com o seu companheiro, o qual chama de amado filho (II Tm 1.2) e fiel cooperador (Rm 16.21).  Na segunda carta, o apóstolo deseja muito vê-lo, pede para que se apresse e force o encontro para antes do inverno; certamente a falta e o cuidado o fazia ter tamanha vontade.

Paulo o incentiva e lhe forneceu palavras de força e coragem em meio as lutas, solicita que traga a memória as ordenanças do Senhor e o direciona à aprender ainda mais para que fosse um obreiro aprovado, “que maneja bem a palavra da verdade” (2.15). Lhe pede que se afaste das corrupções, da falta de apreço de muitos e o motiva a pregar em todas as situações.

Como foi o encontro de Paulo e Timóteo? Imagino que falaram sobre tudo. As agruras, as felicidades. Houveram relatos de portas abertas e fechadas. A Bíblia não relata, mas tenho certeza que o encontro foi alegre, foi entusiasmante e inspirador para a volta ao trabalho.

Nos nossos dias, o mundo moderno não pode nos deixar esquecer que o contato físico ainda possui suas satisfações que os email, scrapts e posts e as demais formas de redes sociais não conseguem nos fazer sentir.

A Congregação em Cidade Alta, através do Departamento de Mocidade – MoCidade Alta, terá a sua reunião anual para todos os congregados e membros atuais que se unirão à todos os que se congregaram e  aos amigos no dia 13/11 às 19h na templo da AD no Centro.

Unamos os de perto e os de longe. Todas as cidades são convocadas. Traga alguém que cultuou contigo. Aproveitemos para nos rever, contar belas histórias, nos reencontrar. A nossa alegria, tal qual a de Paulo, só será completa quando nos vermos, assim como a dele foi quando encontrou a Timóteo.

Um abraço. Venha e traga+1. Até lá !

11 de outubro de 2010

Organização

Jesus, o Mestre organizado

Sabe aqueles dias alegres, saltitantes e cheios de sorrisos aleatórios: foram feitos pelo nosso Senhor. Lembra daquelas manhãs chuvosas, noites tristes e tão repletas de lágrimas: foram feitas por Ele também. O apóstolo João (1.3), divinamente inspirado pelo Espírito Santo de Deus revelou que todas as coisas foram feitas por intermédio dEle e sem Ele nada do que foi feito se fez.

Enganados muitos pensam que quando a Trindade estava junta na Criação, ao fazer todas as coisas virem a existir, deixou a mercê das mãos dos Homens a direção do Universo e imaginam que o Pai, o Filho e o Santo Espírito não mais possuem o controle das coisas. Jesus, a todo instante, olha para a Terra (Provérbio 15.3) e se alegra com a sua noiva, que está consolada pelo Espírito, adornada e fiel, aguardando o soar da trombeta de Deus.

Quando a visão de Deus se direciona para este chão onde pisamos, vê o seu perfeito plano da salvação sendo traçado e seguido à risca como Ele bem arquitetou desde os primórdios e que teve o seu momento grandioso quando Cristo foi cravado no madeiro. Quando Jesus olha para esta terra mal cheirosa, sabe que ela ainda não apodreceu por que a igreja está pisando neste solo. Quando Ele olha para você lembra do seu sacrifício e fica a pensar: “Agüente meu filhinho por que ainda um poucochinho de tempo e o que há de vir, virá, e não tardará” (Hebreus 10.37). Os céus estão sobre o seu domínio (Salmo 19.1), o Senhor caminha em meio à tempestade e sobre o vento impetuoso, as nuvens são poeira de seus pés. (Naum 1.3).

Tão certo como na batalha espiritual contra o pecado, o Pai não permitirá que seus filhos sejam provados além de suas forças (I Coríntios 10.13), Ele tem a solução certa no tempo exato e no lugar correto. A humanidade é uma invenção, Deus é o seu inventor. Ele conhece cada órgão, cada sentimento, cada aflição. Quem melhor para curar e por um prumo nos corações e pensamentos tortos do que aquele que os criou com suas próprias mãos?

Nosso Mestre é organizado e pediu para que não se peque, mas se alguém pecar, existe advogado junto ao Pai e João em sua primeira epístola (2.21) diz que esse é Cristo, o justo. Ele pensou em tudo. Por que se afligir? Enquanto seus olhos vêem o agora, Jesus contempla a eternidade. Enquanto pensas em viver bem o hoje, Ele quer te conceder o céu por herança. Jesus tem tudo sobre controle. Aprenda com seu choro, amadureça com as aflições, cante em meio às provações. Jesus é organizado e desde muito tempo já possui um plano pra sua vida. Aleluia!

Texto publicado no Jornal MoCidade Alta na edição 02 em Março/2008.